9.12.07

pessoas especiais

Pesquisar é uma coisa boa.

Segundo a wikipedia, "estima-se que 1,7% da população americana adulta teve/tem/terá um episódio de transtorno do pânico em algum ponto da vida".

Um outro site afirma que "O Transtorno do Pânico (TP) atinge atualmente de 3% a 4% da população mundial".

De qualquer forma, segundo uma estatística do IBGE (2000), temos 1,38% da população brasileira como sendo da religião espírita, e, para desespero de alguns, 0,06% da população brasileira adere ao judaísmo.

(A esse último dado, cabe observar que existiam, na região norte do país, 581 judeus, sendo todos no estado do Tocantins).

Ou seja: considerando-se que a estatística americana vale para o Brasil, é mais fácil encontrar alguém com síndrome do pânico do que um espírita ou judeu.

Ok, eu não ia colocar aqui, mas fazendo as contas, isso dava, em 2000, 1718 judeus com síndrome do pânico, e 39736,34 espíritas com síndrome do pânico.

Considerando que em 2000 eu ainda não era espírita e ainda não havia desenvolvido a síndrome do pânico, esse 0,34 aí NÃO SOU EU.

2 comentários:

Moriah disse...

Adoro estatísticas! :)
Mas eu gosto de me encontrar nelas. O que sempre é muito difícil.
Enfim.
A minha síndrome do pânico se resolveu facilmente, era um problema fisiológico. Resultado de uma mente hiperativa que restringia seu sono. Eu tomo uma enzima, que se eu não tomo, tenho síndrome do pânico.
E vc, achou a origem da sua?

theultimatenerd disse...

mais ou menos... é uma causa mentalista mesmo.