4.1.08

A Força da Inteligência Humana

Isaac Newton e Albert Einstein foram grandes cientistas, não há dúvidas. A mecânica clássica e a teoria da relatividade são as coisas mais lembradas com seus nomes.

Acredito, porém, que suas maiores contribuições foram no campo social. Não é possível... tudo que é livro tem que citar um desses dois (ou os dois).

Estou lendo um livro de auto-ajuda (cujo título até dá vergonha hhehehe), onde há a seguinte citação:

"As Leis de Newton dizem que um corpo em movimento continuará a se mover na mesma direção até que a inércia seja superada por outras forças. Parece que nós também obedecemos a uma lei de inércia mental. Depois de começarmos uma atividade, continuamos nos movendo na mesma direção psicológica até chegarmos ao fim."
Os livros de auto-ajuda são realmente os melhores. :P

Já num site de investimentos em bolsa de valores (é, isso mesmo, bolsa de valores - que, por sinal, hoje foi uma tragédia, AAAAAAAAHHHHHH), temos a seguinte citação:

"Consta que Albert Einstein, o mais importante físico contemporâneo, dizia que a força mais poderosa do Universo não é a força da gravidade, mas, sim, a força dos juros compostos!"
Juros compostos?? Aí já é demais, né... Bom, a fonte tá aqui.

Eu, que tenho todos os dedos, e a voz normal, acho que tenho condições de evoluir um pouco mais nessa vida, não?

2 comentários:

Moriah disse...

Caraca, eu tenho muita vergonha de livros de auto-ajuda. Já li muitos até concluir que são absurdos. A Cabalá os considera até nocivos, pra vc ver. Enfim, fala o título desse que vc tá lendo, fala! :)

theultimatenerd disse...

Há muito preconceito contra os livros de auto-ajuda. Há quem classifique o "pai rico pai pobre" como auto-ajuda, e, apesar de eu não ter lido, parece ser um excelente livro.

Porém, dada minha relativa incapacidade de discernimento e minha grande credulidade em tudo que dizem, não posso fechar os olhos para o fato de todo mundo criticá-los. Deve ter algo errado comigo, só não sei o que.

Certa vez li um de clarividência que, pelamordedeus, até uma piada de papagaio tem mais conteúdo.

Enfim, não vou falar, não vou falar, não vou falar... vou falar. Por email, ok?

Beijos, minha (talvez) única visitante!